A ideia de criar retratos ilustrados nasceu com a Marta. A Marta é uma miúda fixe e linda de morrer. É uma miúda real, mas eu costumo dizer, com todo o respeito pelos pais dela, que se a Marta não tivesse nascido, teria sido, literalmente, inventada por mim. Porque eu iria, sem dúvida, desenhar a Marta algum dia.

O pai da Marta, que é assim um "pai-urso-barbudo-tatuado-motard" (e, que, como devem calcular com esta descrição, eu também já desenhei, porque era impossível isso não acontecer e porque lhe quis agradecer uma gentileza que teve comigo), também é um fixe e tirou estas belíssimas fotografias ao retrato ilustrado da pequena.

Este retrato foi desenhado em tamanho A4, assim como o primeiro que vos mostrei, mas também podem optar pelo tamanho A3 (estou a trabalhar num desse tamanho neste momento).

Se para ilustrar a Marta me inspirei na frase "se não tivesses nascido, tinhas de ser inventada" (por mim, acrescente-se), para desenhar a Sofia, a outra menina, a frase encontei-a no Instagram da mãe, "a minha filha usa coroa e brinca com monstros".

É assim que nascem os retratos ilustrados, a partir das fotografias, mas também de frases que caracterizem os retratados.

P.S.: Se gostam de Fotografia, sigam o Instagram do "pai-urso-barbudo-tatuado-motard", porque vale bem a pena ;) - https://www.instagram.com/ncoliveira82/?hl=en

P.S.2: Atenção, quando digo "urso", digo-o com todo o carinho, no sentido de que é um pai presente e protector.

 

 

Comment